MUDANÇA, SEGUNDO FREUD

Existe realmente mudança de atitudes ou apenas uma melhora de comportamento? Freud explica (ou tenta):

'Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.' Sigmund Freud

Segundo ele, a dificuldade que nós, seres humanos temos em relação a mudar de comportamento, é um fator patológico e até é descrito como um tipo de resistência. Não há realmente segurança senão no previsível, mesmo que isto signifique infelicidade e sofrimento. Freud aprofundou bastante o estudo sobre resistências em “Inibição, sintoma e ansiedade” (1926).

Nossa ‘resistência’ é provinda do Id, onde ele considerava que esta estaria ligada à ‘compulsão à repetição’ (já falei sobre isso no blog, aqui), onde essa compulsão nada mais é do que o processo de reviver interminavelmente determinada neurose; assim sendo, quando alguém repete um relacionamento ou acontecimento frustrado, seria uma tentativa de descarregar a energia acumulada ou represada até conseguir o êxito de sua missão (para satisfazer o ego; ou pelo simples medo do novo). Logo, a mudança se torna algo tão difícil.

Em defesa ao ego, o homem é capaz de contrariar até mesmo o nível básico da lógica; podendo negar evidências, criar falsas memórias, distorcer percepções, ignorar fatos científicos e até mesmo desencadear uma perda de contato com a realidade.

Basicamente, só mudamos quando a atual realidade é realmente insuportável (e olhe lá). Se ficarmos no transtorno da neurose, não evoluímos e ficamos em um ciclo de repetir os mesmos erros, reviver as mesmas situações traumáticas e dolorosas, e usando mecanismos de defesa para não admitir tudo isso.

Eu não sei se acredito em mudanças. House com o seu ‘people don’t change’, me parece tão mais real. Sempre bati a tecla na tese de que as pessoas passam a engolir determinadas situações, ou reprimir suas vontades; e daí a gente assemelha isso a uma ‘mudança’ – quando na verdade não é.

Somos o que somos, e somos principalmente, o que fazemos COM o que somos. Ou a gente se aceita; ou aceita os outros (com toda a bagagem de defeitos). Esperar algo diferente disso, é ilusão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s