INFELICIDADE

Dostoievski disse certa vez que A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é infeliz.

farel_dostoevsky

 

Alguns podem entender e interpretar que, a partir da descoberta da origem da tristeza, seja mais fácil exterminá-la para a busca da alegria.

… só que não.

Não acho que ele quis dizer o pé na bunda que você tem que superar, a perda que você tem que aprender a lidar, ou o vício que você deve largar.

Quando o ser humano percebe que é um ser de desejo, e aceita que isso seja a gloria de sua espécie (e também a própria desgraça), ele se dá conta de que sua tristeza nunca terá fim – apenas motivos diferentes(?); e então se adapta a viver feliz com a sua infelicidade.

Pessoas não são infelizes por diferentes razões. Há um um único por quê: pessoas são infelizes pelos desejos que não conseguem tornar reais; e estes sim, é que diferem.

No momento eu só desejo dormir. Então posso pressupor que a vida tá menos infeliz hoje.

 

 

Uma resposta em “INFELICIDADE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s